fbpx

Blog

Você não tem nada, isso é só um problema emocional!

emocional

Nesse artigo falarei um pouco sobre como nosso estado emocional interfere no nosso corpo. Também sobre como podemos utilizar esses conhecimentos para nos tornarmos cada vez mais saudáveis. Ao contrário da situação atual onde muitas pessoas estão se tornando mais doentes.

Primeiro vamos entender que temos um mundo externo. Ele é baseado nos contextos sociais em que vivemos, e nas coisas que são aceitáveis que aconteçam nesse mundo externo. Também temos nosso mundo interno, nossos sentimentos e emoções.

Cada vez mais, aprendemos que não podemos e devemos demonstrar determinadas emoções. Algumas vezes, somos ensinados que não devemos sequer sentir aquelas emoções.

Muitas vezes, quando alguém está chorando, logo alguém diz suavemente para a pessoa que ela não precisa chorar, e a “ajuda” a parar de chorar. Aprendemos que devemos ser sempre cordiais, sorrir na maior parte do tempo, e demonstrar emoções “positivas”.

Um perigo sobre isso

O problema se dá a partir do momento em que começamos a acreditar que uma emoção não pode ser sentida. Pois não nos damos conta de que isso irá causar algum sintoma no nosso corpo.

Vamos exemplificar isso de uma forma prática e simples. Provavelmente todas as pessoas que estão lendo isso já sentiram uma grande vontade de dar risada em algum momento que não era adequado, e perceberam a energia e dificuldade nisso.

Pois bem, todas as emoções que sentimos também são expressas externamente, mesmo que seja simplesmente contraindo uma musculatura como o maxilar, ou fazendo algo com os músculos do corpo ou da face.

Toda essa energia que está tentando ser liberada para aliviar essa emoção e sendo reprimida, irá cada vez mais procurar outras formas de ser aliviada e eliminada.

Quando uma emoção está sendo negada por algum tempo, ocorre o que chamamos de somatização (Soma = corpo). Nesse momento, sintomas ou distúrbios podem aparecer.

O oposto também é verdadeiro. Dores no corpo ou desconfortos físicos podem causar distúrbios emocionais.

Partes do nosso sistema

Existem três partes que formam esse sistema: uma é a parte física, outra é a emocional, e a outra é a racional, que tenta entender o que está acontecendo.

Quando conseguimos equilibrar as três partes, os sintomas se resolvem.

Normalmente quando a pessoa começa a ter sintomas ou algum tipo de problema emocional que a incomoda, ela procura um médico, e ouve uma resposta parecida com:

“Os exames estão todos normais, isso é emocional!” e fica por isso mesmo, quase como se estivesse fazendo pouco caso ou dizendo que um distúrbio emocional não é nada que deve merecer atenção.

Vou sugerir abaixo algumas formas de lidar com essas questões físicas e emocionais. Caso os problemas persistam, recomendo procurar um médico para realizar os exames que estão ao alcance da medicina, e também um profissional confiável na área da hipnose ou psicoterapia.

Entender e melhorar o estado emocional

Antes de mais nada se coloque numa posição confortável e respire algumas vezes profundamente, para relaxar o corpo e a mente. Sugiro fazer antes de dormir.

Entenda que emoções estão presentes:

Parece simples, mas muitas vezes o simples fato de reconhecer e aceitar racionalmente que estamos sujeitos a essas emoções já diminui razoavelmente o impacto emocional negativo que isso gera.

Acolha aquela emoção:

Se permita sentir o que está sentindo sem críticas e julgamentos. Saiba que faz parte de você e que foi importante para você sentir aquilo em vários momentos.

Entenda da onde isso veio:

Se pergunte o que causou essa emoção, o que você poderia ter sentido de diferente sobre o que causou. Se for um fato externo, você poderá se perguntar o que aquele fato significa para você. E se é realmente tão digno assim de gerar aquele estado emocional.

Digerir essas emoções:

Faça o contrário do que provavelmente você vem fazendo em toda sua vida, de tentar negar e esquecer essas emoções.

Deixe que seus pensamentos, sentimentos e emoções se misturem. Nesse momento pode ser que automaticamente venham imagens à sua mente, sem que você pense sobre elas.

Também poderão vir sentimentos, sons, símbolos… poderá ter ideias, insights, não importa o que seja, simplesmente deixe que aconteça. Isso é a forma que sua mente inconsciente está encontrando para representar e trabalhar esse estado emocional.

Preste atenção em como isso vai se resolvendo:

Você pode pensar racionalmente sobre o que está acontecendo, e sobre como tudo isso vai sumindo, até perceber realmente como algumas coisas vão mudando.

Pense em coisas positivas que você fez em outros contextos:

Imagine contextos em que você teve esse estado emocional e conseguiu superar. Percebendo como você fez. Ou simplesmente pense em várias vezes e vários momentos diferentes em que você fez coisas positivas, grandiosas. Aprenda com essas coisas. Se lembre do estado emocional que tudo isso gerava e saiba que cada vez mais você poderá gerar esses estados, agora que conhece muito mais sobre você mesmo e sobre seus estados emocionais.

Como gerar mudanças duradouras e positivas

Torne isso uma prática habitual no seu dia a dia. Antes de dormir, escolha várias emoções, tanto positivas quanto negativas que você teve durante o dia e deixe que elas se misturem e entenda mais sobre elas.

Isso vai permitir que você comece a se tornar cada vez mais saudável e em harmonia consigo mesmo e com os demais. A medida que você respira e a cada respiração algo já vai mudando internamente e inconscientemente, cada vez mais….

E tudo isso pode ser maravilhoso!